Etiqueta: dentista

Outubro 11, 2021

As manchas brancas nos dentes, apesar de parecerem inofensivas, em muitos casos podem ser mais do que simplesmente um incómodo estético. Podem ser indicativo de cárie ou outros problemas.

A mancha branca provocada pela cárie corresponde ao primeiro sinal de desgaste do esmalte dental. Normalmente essas manchas surgem em locais onde o acúmulo de alimentos é localizado, como próximo à gengiva e entre os dentes, favorecendo a proliferação de bactérias e a formação de placas.

Outro fator que pode causar manchinhas brancas no dente é a fluorose dentária, uma patologia que afeta os dentes e que se desenvolve durante a sua formação. Esta afeção é desencadeada pela presença em excesso de fluoreto (ou flúor), e manifesta-se ao nível do esmalte dentário na forma de manchas e/ou defeitos anatómicos. É um problema que pode ser evidenciado logo no bebé, ou em crianças, no caso da fluorose infantil, e pode continuar a evidenciar-se na fase adulta.

Um dos sinais mais evidentes e visíveis da fluorose dentária é a presença de manchas nos dentes que normalmente apresentam uma forma irregular e podem ter várias tonalidades consoante a sua gravidade e intensidade.

É importante consultar o seu médico dentista para controlar o surgimento, ou até acompanhar o desenvolvimento das manchas, pois, nos casos mais severos, poderá mesmo haver irregularidades e perda da estrutura dentária, já que a fluorose torna o esmalte hipomineralizado, mais poroso e friável, e como tal, mais fácil de se desgastar, podendo em alguns casos surgir mesmo surgir mesmo sensibilidade dentária e/ou dor de dentes.

O terceiro fator mais comum é a hipoplasia de esmalte, uma condição caracterizada pela deficiência da formação do esmalte do dente. As manchas que aparecem por causa da hipoplasia são normalmente tratadas com clareamento dentário ou uso de cremes dentais remineralizadores

Setembro 29, 2021

Trata-se de um odor desagradável que é eliminado através da cavidade oral. Em quase 95% das vezes, tem origem diretamente na boca, tendo como causas problemas na gengiva e na língua.

Pesquisadores já descobriram mais de 40 causas para a halitose, entre as principais estão a higiene oral inadequada, um agravante para o problema, pois permite que restos de alimentos se acumulem entre os dentes, na língua e na gengiva.

Outro fator que pode provocar a halitose é a chamada saburra lingual, camada branco-amarelada que se deposita na superfície da língua. Formada por restos de comida, bactérias e células descamadas da boca, a saburra em si é um acontecimento normal, mas quando ocorre o acúmulo no fundo da língua pode causar fortes odores. A placa bacteriana (ou biofilme), que se forma naturalmente na boca, é outra condição que contribui para o mau hálito

O acúmulo de bactérias que provoca o mau hálito é causado, muitas vezes, pela falta de uma rotina completa de higiene oral. Em ocasiões raras, o mau hálito pode ser sinal de uma condição médica mais grave, por isso, é importante que não ignore o problema e procure um médico dentista se o problema continuar.

O mau hálito pode ser provocado por diversos fatores, entre eles podemos mencionar:

– Tabagismo;

– Alguns tipos de alimentos, como o alho;

– Dietas restritivas;

– Boca seca, quando falta saliva para eliminar o excesso de partículas de alimentos;

– Infeções, pois o mau hálito pode sinalizar infeções em alguma parte do organismo;

– Stress;

– Mudanças hormonais;

Como prevenir o mau hálito:

– Lavar os dentes, pelo menos, duas vezes ao dia;

– Uso diário do fio dentário;

– Mantenha-se hidratado;

– Utilizar enxaguante bucal sem álcool;

Setembro 27, 2021

A ortodontia é a área de medicina dentária responsável pela correção da posição dos dentes e dos ossos maxilares que se encontram de forma inadequada. Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos precocemente, devido à deterioração e à doença periodontal.

Nesta especialidade o dentista pode agir para prevenir e corrigir problemas que ocorram com a estrutura oral. O tratamento ortodôntico não possui apenas benefícios estéticos, existem vários problemas de saúde oral que podem ser corrigidos com tratamentos, como a mordida aberta, o apinhamento dentário e a má oclusão.

Os benefícios uso do aparelho dentário, ou outro tipo de tratamento ortodôntico, vão além e também podem melhorar a nossa função mastigatória, aliviar as dores de cabeça provocadas pela má oclusão e devolver a confiança na hora de sorrir.

Já agora, os adultos também podem fazer estes tipos de tratamento?

Nas crianças, o crescimento ativo da estrutura oral ajuda na eficiência do tratamento ortodôntico, principalmente a correção da má oclusão dentária ou esquelética.

A diferença na biologia entre crianças e adultos é diferente neste sentido, o que gera reações e necessidade biomecânicas diferentes, mas possíveis. O médico dentista, após avaliação inicial, é quem vai indicar o melhor tratamento para cada caso.

Vantagens:

– Correção da posição dos dentes;

– Estética do sorriso mais harmoniosa;

– Melhor higiene oral;

– Reabilitação oral em casos de tratamentos multidisciplinares;

– Melhor função mastigatória e oclusal;

Setembro 20, 2021

É comum relacionar o sangramento da gengiva com à má higiene oral. Porém, o sinal vermelho pode estar muito além de um problema nos dentes. O sintoma pode indicar deficiência em outras áreas do organismo, como a carência de vitamina K, leucemia, alterações hormonais, diabetes, queda de resistência e desordem hemorrágica.

Se sua gengiva sangra, é importante ser observada de perto por um dentista. Problemas na região podem significar desde o comprometimento dos dentes, pelo acúmulo de placa bacteriana, até doenças mais sérias.

Estudos apontam que a maior causa do sangramento gengival é o acúmulo de bactérias. Quando elas não são removidas dentro de um prazo adequado, amadurecem e formam o tártaro, que acabam por causar o sangramento das gengivas.

O que fazer para prevenir ou combater o sangramento?

– Mantenha uma rotina de higiene oral;

– Utilize o fio dentário pelo menos uma vez ao dia;

– Consultar regularmente o dentista;

– Utilize escova dental com cerdas macias;

– Cuidado com o consumo em excesso de açúcares e hidratos de carbono simples;

Translate »